Críticas de Livros

Minha Vida Não Tão Perfeita, Sophie Kinsella | Resenha do Livro

 

Katie ou Cat, quem sabe Cath Brenner, é uma menina do interior, mais especificamente Somerset, onde cresceu só com pai, numa fazenda. Não foi uma criança abençoada com dinheiro, muito pelo contrário, o pai com alma de empreendedor já tentou de tudo, inclusive comprar alpacas para as pessoas pagarem para vê-las, porém, como tudo que ele empreende, não deu certo.
Enquanto o pai está perdido no seu mundo, Katie, como sempre sonhou, após estudar Designer, consegue um trabalho em Londres e ela não pensa duas vezes em se mudar. Se vê em um apartamento onde ela divide com um cara que grita palavras depreciativas para se estimular na hora dos exercícios e uma menina que não quer fazer amizades antes dos 30. Ou seja, a vida colorida que ela imaginaria tendo em Londres começa toda errada, ela recebe um belo balde água fria.
 
Cat, como decide querer ser chamada, vê a vida de sua amiga de infância Fi, toda glamorosa em Nova York, as pessoas do seu trabalho com vidas interessantes e sua chefe com a vida mais perfeita de todas; enquanto ela, bom, ela conta a dinheiro do mês, sem possibilidade de despesas a mais, demora mais de 1h para chegar no trabalho e ainda tem o cargo mais baixo da empresa e não faz o que ela mais gosta na vida, que é criar.
 
Porém, Cat, que vira e mexe erra o próprio nome que pede para as pessoas a chamarem, não se abala com facilidade e faz as pessoas acreditarem que ela tem uma vida perfeita, inclusive esconde toda a verdade do mini quarto, onde sequer existe um guarda-roupa, do seu pai e sua madrasta, Biddy. Eles nunca poderiam desconfiar da realidade de Cat, até porque suas fotos no Instagram (todas cuidadosamente pensadas) mostravam algo fora da sua realidade em gênero, número e grau.
 
Um belo dia, por causa de erros que Demeter, chefe de Cat, a empresa Cooper Clemmow sofre com dois grandes cliente e é preciso cortar pessoal e a novata “insignificante” é cortada e sai de lá soltando fogo pelas ventas, não sem antes falar umas verdades a ex-chefe e a Alex, o boyzinho que Cat está interessada, mas que, supostamente, transa com Demeter. Então, após a demissão Cat diz ao pai que está num período sabático de 6 meses e a pedido de Biddy volta para casa para ajudá-los com o novo empreendimento, Glamping.
 
Nossa protagonista, onde 1 coisa dá certo em sua vida, porém 25 dão erradas, não contava que o Glamping ficasse tão famoso e sua chefe fosse lá conhecê-lo. Cat entra em desespero temendo ter toda sua história desfeita pela megera da Demeter.  
 
Minha Vida Não Tão Perfeita é o novo livro de Sophie Kinsella e se houvesse a possibilidade de dar 1.000 estrelinhas para esse livro, eu dava, sem pensar duas vezes. Não é um romance, até porque estou um pouco saturada deles (no momento só), é uma história sobre não renegue quem você é, relações humanas e que nenhuma vida é perfeita. Nem a da sua chefe que você idolatra tanto (muito menos a da sua chefe, na verdade).
 
O livro tem a dose certa de comédia e drama, tudo perfeitamente trabalhado em 400 páginas coloridas. Eu não devorava um livro em poucos dias há muito tempo. Foi a leitura mais gostosa até agora no ano. E é inevitável não acabar se identificando com Cat, que se embola nas próprias mentiras e precisa fazer malabarismo para conseguir comandar tudo. 
 
“Acho que finalmente descobri como me sentir bem em relação à vida. Sempre que vir alguém muito feliz, lembre-se: essa pessoa também tem seus momentos não tão perfeitos. Claro que tem. E, sempre que você vir sua própria situação não tão perfeita, se sentir desesperado e pensar: minha vida é isso?, lembre-se: não é. Todo mundo tem um lado brilhante, ainda que seja difícil de encontrar, às vezes.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *