Críticas de Livros

Por Lugares Incríveis, de Jennifer Niven | Resenha do Livro


Um livro cheio de mensagens lindíssimas pra vida, que apesar de ser um livro que fala de suicídio, tem uma leveza e um humor incrível. Os dois se conhecem quando eles estão em pé em cima da torre do sino da escola, prestes a pular, e os dois se salvam e ai começa a ligação deles.

Violet tem pais perfeitos, amigos perfeitos e um namorado perfeito. Mas mesmo assim tem problemas e pensa em se matar. Enquanto todos parecem já ter superado o acidente que aconteceu a mais de um ano, ela ainda se culpa e parece que sua vida perdeu o sentido.
 E o Theodore Finch é um garoto totalmente diferente e inexplicável, ele faz tudo o que vem a cabeça e é totalmente autentico. Ele sim tem problemas com seu pai, que é um babaca, diga-se de passagem, problemas em fazer amizade e ele sofre bullying por ser diferente, sem contar que Finch é bipolar e muda de personalidade em vários momentos do livro. Enquanto as pessoas ficam com medo de ser quem elas realmente são, ele faz tudo o que quer e pronto. Além dele parece ter uma curiosidade enorme em experiências suicidas.
 
Finch é o Ser, enquanto a Violet é o Parecer. Enquanto ele é o que ele é, a Violet finge e emite coisas para Parecer ser “normal”. Não pode ser vista ao lado do Finch, não pode falar o que pensa, não pode fazer o que quer, porque isso mancha a imagem dela e ela tem que sempre Parecer ser Cool. 
 Enquanto Finch tem todos os motivos pra se matar, ele prefere ajudar a Violet a ver o lado positivo do mundo por meio das Andanças, que é basicamente eles dois indo em lugares diferentes e ver que onde eles moram é sim um lugar incrível. 
 É um dos livros que te faz ficar feliz e te mostra que na vida não basta viver, a única certeza que temos é que vamos morrer então nosso dever é fazer ter valido a pena 
 
 A mudança nos personagens é nitidamente notada no livro, mas é tão suave quanto o romance entre os dois. Nada acontece de uma hora para a outra, a historia vai fluindo de forme que você nem percebe e quando vê, já aconteceu.  
 
O assunto depressão e suicídio é ainda visto como tabu, e a historia é muito boa pra mostrar que qualquer um pode estar vulnerável a isso, tanto ele que não tem uma vida tão legal, quanto ela que tem a vida perfeita. E ao mesmo tempo, não podemos julga-los por pensar nesse tipo de coisa e não conseguimos entender a dor que eles sentem. Somente eles sabem o quanto foi ruim o que cada um passou, e cabe as pessoas ao redor ajudarem, pessoas como o Finch. Isso pode acontecer com qualquer um e pode estar acontecendo com você, ou com algum conhecido, assim como a Violet pensou em se matar e ninguém a sua volta sabe, tirando Finch, pessoas próximas a você também podem estar entrando em depressão. Se o Finch não estivesse naquele exato momento, naquela exata hora, naquele exato lugar, é provável que ela teria se matado, assim como muitos Violets ao redor do mundo se matam e em seguida os amigos e familiares falam “mas tinha uma vida tão boa” “ela era tão feliz“. Todas essas Violets infelizmente não tiveram um Finch para salva-las e mostrar a elas que o lado bom do mundo
 
Assim como todos nós podemos ser o Finch para alguém. 
 

Você não está sozinho <3 

Assista à entrevista:

Resenha do livro:

Compre o livro na Amazon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *