Críticas de Livros

A Heroína da Alvorada (A Rebelde do Deserto #3), de Alwyn Hamilton | Crítica do Livro

Compre o livro na Amazon

Com o encerramento dramático do livro anterior (A Traidora do Trono), Amani e os rebeldes se veem em uma enrascada sem fim. Falta apenas uma batalha para encerrar a guerra que irá tirar o governante cruel e irresponsável do poder, mas antes eles precisam solucionar outros problemas para salvar suas próprias vidas.

O mundo criado por Alwyn Hamilton é repleto de seres míticos e até religiosos de um povo que vive em um deserto. A maneira como a autora conseguiu misturar novamente os poderes mágicos com as lendas e crenças é impressionante.

Da mesma forma que a autora tem a leveza de criar momentos tão detalhados, ela tem a mão pesada para criar mortes impactantes, impiedosas e tocantes. Ao longo desse encerramento de trilogia diversos personagens importantes morrem, e todas conseguem comover o leitor.

Esse livro é uma clássica Jornada do Herói, mas a autora não tem receio em tomar atitudes drásticas e que dificultam ainda mais o caminho da protagonista Amani. Todas os pequenos problemas da trama são solucionados de forma leve e no fim todas as pontas acabam se conectando.

Entre alguns capítulos aparecem pequenas histórias, em sua maioria sobre o passado de algum personagem. E é basicamente assim que se encerra o livro, contando histórias não do passado, mas do futuro e as consequências dos atos da Amani e de seu grupo.

A série tem uma das melhores conclusões  que já li. A reflexão que a autora deixa é de que no fim somos todos Histórias, mesmo que parte dela seja esquecida.

O desfecho da trilogia A Rebelde Do Deserto tem o desenvolvimento como dos outros livros, mas dessa vez amarra todas as propostas apresentadas ao longo da história. É uma ótima conclusão para essa série de séries mágicos e mitológicos que vivem no deserto, mas que são uma metáfora para todo o restante do mundo.

Compre o livro na Amazon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *