Críticas de HQ

Justin, de Gauthier | Resenha da HQ

    As histórias em quadrinhos, conhecidas como HQs, têm muitas das vezes o intuito de explicar melhor uma mensagem e até exemplificar com mais clareza o que está sendo dito. Talvez seja por isso que Justin, criado por Gauthier, tenha sido ilustrado e não um livro com apenas palavras.
    É possível literalmente ver a forma que Justine não se identificava com o corpo que nasceu. A história é tocante e rápida de ser lida, sendo contada desde o início da vida até o momento que ele se aceita como Justin. Mostrando a dificuldade da aceitação da sociedade e também dos “profissionais” psicólogos, que deveriam ajudar e não atrapalhar.
    Mais do que educar, esta história tem função de exemplificar como é a situação de uma pessoa trans. A própria aceitação, a aceitação da família e as confusões que se passam em relação ao que a pessoa é e de quem ela gosta (identidade de gênero é diferente de orientação sexual!).
    O motivo dos personagens serem tão diferentes de nós ainda é uma questão que não entendi. Eles são uma mistura humanoide com animais. Pensando por outro ângulo é possível imaginar que é para enxergarmos de fora dessa situação, pois esses seres distantes de nós também sofrem com essa não-aceitação, e pode ser mais fácil entender esse assunto complexo com um exemplo “não real”. 
 
    Independente disso, é uma história com extrema sensibilidade e importância para as pessoas cis e trans. Para entender precisamos conhecer, e essa é uma das funções da leitura, tirar-nos da zona de conforto e descobrir novas visões do mundo.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *