Livros

Teorias sobre o final do livro “O Quarto Dia”

O livro O Quarto Dia, da autora Sarah Lotz (clique aqui e veja a resenha), é um livro de mistério, investigação e que deixa um final em aberto para interpretações diversas.

Nesse post vou tentar explicar algumas das teorias para você que terminou de ler o livro e está com a cabeça explodindo de tanto pensar. Os comentários estão abertos para escrever sua opinião e sua teoria.

[ Essa postagem pode conter spoilers do livro ]


Primeiro, vamos mostrar os fatos que sabemos:

  • 2962 pessoas sumiram no meio do mar, e também todos os botes salva-vidas.
  • Apenas algumas pessoas sobreviveram, que são as testemunhas e os investigados no final do livro.
  • Eles passaram 5 dias perdidos (é o que diz na própria sinopse do livro), sendo que foram 3 dias para o navio voltar a funcionar, seguindo a lógica, então passaram outros 2 dias à deriva antes de serem encontrados.
  • A pessoa que achou o navio com os sobreviventes foi encontrado morto.

Na parte do interrogatório, após o cruzeiro ser resgatado, ao que parece o navio acabou chegando a costa e lá encontraram um mundo que foi destruído por algum tipo de apocalipse que matou todas as pessoas por conta de uma doença.

Após eles verem toda a destruição que o mundo está, e que presumiram que não poderia ter acontecido nos 5 dias que ficaram em alto mar, eles voltam para o navio em direção a uma das ilhas que o cruzeiro passou. Enquanto estão a caminho, eles são resgatados.

Ao longo do livro são mencionadas alguns pontos que aconteceram no livro Os Três, da mesma autora, e alguns levantaram a teoria que a mesma “coisa” que causou o acidente dos aviões, no primeiro livro, pode ter feito o navio parar de funcionar.

Uma das teorias, que é até apresentada no livro, é que eles foram transportados para uma realidade paralela, onde essa pandemia aconteceu e devastou o mundo, Alguns dizem que a Celine, a médium, os teletransportou para esse local, por ter agido de forma estranha depois e ter duas personalidades no livro (ela não é a mesma pessoa do começo e do final do livro).

Falando não exatamente sobre a conclusão do livro em si, mas sobre uma informação adicional, podemos criar uma teoria que o menino que foi visto por várias pessoas no navio, é o mesmo do fim do livro, que é claramente um menino estranho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *